Ribeirão Preto, 24 de Junho de 2019.

Otimismo do setor supermercadista com o futuro volta a subir e chega ao maior número desde 2015

Pesquisa realizada pela Associação Paulista de Supermercados mostrou que 52% dos empresários estão confiantes e otimistas para o ano de 2019

A Pesquisa de Confiança dos Supermercados do estado de São Paulo, feita pela Associação Paulista de Supermercados (PCS/APAS), apresentou, em dezembro, 37% de otimismo geral com a situação econômica do setor ante os 33% apontados em novembro. A neutralidade ficou em 42%, ante os 41% reportados no mês passado.

Quando olhamos para o futuro, os números são ainda mais animadores. Cerca de 52% dos empresários do setor estão confiantes e otimistas para o ano de 2019. Este resultado é o maior desde 2015, quando começou a recessão que resultou na grave instabilidade econômica pela qual atravessou o Brasil.

"Os 52% de expectativa positiva com a economia como um todo são números bem robustos, principalmente em um setor que não tem apresentado desempenho muito bom por três anos consecutivos e que ainda não recuperou as perdas de 2015 e de 2016", explicou o economista da APAS, Thiago Berka.

Outro ponto importante da pesquisa e que ilustra o aumento da confiança é a expectativa com o novo governo federal: em dezembro foi registrado 80% otimismo. Para o economista da APAS, o principal motivo para este recorde de otimismo foram "as indicações e discursos do governo, que deram aos empresários supermercadistas mais vislumbre com os negócios".

Com a confiança em alta, o otimismo com as vendas futuras também subiu a índices elevados e chegou a 90%. Para a APAS, isto é um indicativo de que se acreditam em reformas e no discurso do novo governo para alavancar a criação de emprego e, consequentemente, os resultados do setor.

"Todos sabem que o emprego é fundamental. Cerca de 70% do PIB brasileiro advém do consumo familiar, e, com 12 milhões de desocupados e outros 4,7 milhões de desalentados, causa-se um efeito sistêmico de falta de compras em setores de bens de consumo, o que fica difícil de reverter", comentou Berka.

Crescimento reportado em novembro

A pesquisa qualitativa demonstra que, em novembro, 100% dos empresários tiveram algum tipo de crescimento se comparado com o mesmo mês de 2017. Cerca de 40% dos supermercadistas reportaram crescimento de até 2% e outros 20% falaram em aumento de 2% a 4%.

Expectativa para crescimento de verão

A expectativa para crescimento das vendas de verão (no comparativo de 2019 contra 2018), que abrange os meses de janeiro, fevereiro e parte de março, está em 4,6% nominal. O impulsionamento acontece principalmente pela venda de bebidas em geral.

NOTA METODOLÓGICA

A Pesquisa de Confiança dos Supermercados do estado de São Paulo (PCS/APAS) é apurada mensalmente pela Associação Paulista de Supermercados (APAS) desde junho de 2011. Os dados são coletados juntos aos empresários supermercadistas, representando, 85% do faturamento do setor supermercadista do estado de São Paulo, portanto, a amostra é representativa do comportamento do setor no estado de São Paulo. A pesquisa tem como objetivo identificar o nível de confiança dos supermercados com relação ao cenário macroeconômico considerando a percepção atual e a expectativa futura. Desta maneira, os dados são segmentados entre o Resultado Geral, Percepção Atual e Expectativa Futura. As análises dos resultados auxiliam os empresários do setor na tomada de decisão com relação ao reabastecimento, investimentos, compras, estoque. E de maneira geral auxilia o mercado na análise de tendências, plano de negócios, potencialidades, inserção no mercado.

Sobre a APAS – A Associação Paulista de Supermercados representa o setor supermercadista no Estado de São Paulo e busca integrar toda a cadeia de abastecimento. A entidade tem 1.508 associados, que somam 3.363 lojas.

Sobre APAS Regional Ribeirão Preto: Em 2017, a região de Ribeirão Preto foi responsável por 5,9% do faturamento do setor supermercadista no estado, o que equivale a aproximadamente R$ 6,6 bilhões. Aqui, o setor emprega, aproximadamente, 31 mil colaboradores. Só na cidade de Ribeirão Preto o setor de supermercados faturou no ano passado R$ 1,9 bilhões, o que equivale a 29% da região e 1,7% do faturamento de todo o estado de São Paulo.

A APAS possui 10 regionais em todo o Estado e mais cinco escritórios distritais na capital paulista. A Regional Ribeirão Preto é composta por 78 cidades e possui 116 associados em toda sua área de cobertura. O empresário Rodrigo Canesin, do Supermercado Canesin, é o atual diretor regional da entidade.

_____________________________________

Fonte: House Criativa Comunicação

Postado em 28.12.2018



Mais notícias: