Ribeirão Preto, 21 de Outubro de 2019.

Engetron leva tecnologia IoT em nobreaks para eventos em Ribeirão Preto

Engetron leva tecnologia IoT em nobreaks para eventos em Ribeirão Preto

A Engetron, pioneira na aplicação da tecnologia de Internet das Coisas (IoT) em nobreaks, levará suas inovações a Ribeirão Preto, onde acontecem simultaneamente o X Congresso RTI de Provedores de Internet e o XII Congresso RTI de Datacenters, nos dias 09 e 10 de outubro. A empresa participa no Espaço de Expositores, com a nova geração de nobreaks da linha Double Way Monofásico Modular (DWMM Modular) e com apresentação das inovações no Sistema Engetron IoT, com foco no gerenciamento e no monitoramento ativo.

“Vivenciamos em um mundo cada vez mais conectado, eficiente, dinâmico e sustentável. Nesse contexto, a conectividade entre máquinas e os dispositivos móveis, ao propiciarem acesso remoto e gestão em tempo real, otimizam o desempenho operacional, melhoram a gestão dos processos, dão mais segurança e agilidade à tomada de decisões e fornecem respostas cada vez mais favoráveis aos novos tempos. Ser ágil hoje, é questão de sobrevivência”, ressalta Aluisio de Oliveira, presidente da Engetron, ao falar sobre os novos lançamentos da empresa.

Linha Double Way Monofásico Modular – DWMM Modular

“A linha DWMM Modular tem como público alvo clientes que demandam energia confiável para aplicações como automação comercial, automação bancária, automação industrial, equipamentos médico/hospitalares e, especialmente, aplicações de TI/Telecom”, explica Fábio Moura, gerente de Aplicação da Engetron.

Segundo o gerente, o lançamento atende à demanda do público de interesse, porque os profissionais dos referidos segmentos buscam equipamento bem compacto, para permitir a instalação no próprio rack de TI/Telecom do local; necessitam de alta capacidade de potência para atender o maior número de equipamentos possível no menor espaço possível e buscam alto rendimento. “Quanto maior é o rendimento do nobreak, menores são as perdas e, por fim, maior é a eficiência da instalação. Há aplicações em que um dos índices de desempenho é justamente a relação entre a potência consumida da rede e a potência efetivamente utilizada para processamento de dados”, explica Fábio Moura.

Ele acrescenta que outro destaque da linha é favorecer o gerenciamento ativo dos equipamentos, o que garante alta disponibilidade de energia para as cargas, dentre outros benefícios. “A tecnologia embarcada no nosso nobreak proporciona ao usuário total interação com o equipamento, através da plataforma Engetron IoT, que permite acesso em tempo real às informações do nobreak, de qualquer lugar e a qualquer hora, acessíveis à palma da mão, através do aplicativo Engetron IoT”.

Informações técnicas

A Nova Geração de Nobreaks da Linha DWMM Modular, possui alto rendimento com eficiência de até 96% em DUPLA CONVERSÃO e até 98% em ECO MODE (modo de funcionamento que privilegia o baixo consumo de energia) e alta disponibilidade de energia com paralelismo ativo ou Dual Bus. Com fator de potência 1.0, fornece 100% de energia em kW (42% a mais de energia que outros nobreaks da mesma categoria). Contando com design versátil, permite instalação em posição torre ou rack. Além disso, sua CPU, assim como outras linhas de nobreaks Engetron, multiplicou sua capacidade de armazenamento e processamento (passando de 16 para 32 bits), agregando novas funcionalidades.

Outra vantagem da linha é a compatibilidade com o mais avançado recurso de gestão e monitoramento, o Sistema Engetron IoT.

 

Tecnologia como serviço

A Engetron é uma empresa que entrega alta tecnologia como serviço com foco no aumento de produtividade, na otimização do tempo, na redução de custos e na excelência da cadeia produtiva do setor de energia em missão crítica.

Recentemente, foram anunciadas inovações no Sistema Engetron, que permitem a gestão ativa de todo o sistema de energia. Via Internet das Coisas, os equipamentos são interligados e “conversam” de forma amigável.

As informações do parque monitorado de nobreaks são coletadas, armazenadas e transferidas de forma segura para o servidor Engetron IoT. Através de um aplicativo os eventos são imediatamente notificados, permitindo ainda, consultas e diagnósticos precisos à distância, aumentando a confiabilidade e a disponibilidade do sistema de energia.

Dentre os novos recursos oferecidos, está o osciloscópio virtual, que conta com mais de 30 canais de medição e permite acesso aos parâmetros vitais para o pleno funcionamento do parque instalado (grandezas elétricas, status, temperatura, detalhes do banco de baterias etc.).

O acesso à infraestrutura monitorada se dá através do aplicativo Engetron IoT ou via navegador web. O cliente pode consultar os dados de qualquer nobreak do seu parque, através do smartphone, em tempo real. Pelo app, visualiza-se um overview (cenário com visão global) de todo o sistema. Além disso, pelo app Engetron IoT, o cliente também poderá ver o histórico de manutenção dos equipamentos e abrir e acompanhar chamados, dentre outras facilidades. 

Os eventos

“A convergência dos interesses de provedores de internet e fornecedores de datacenters é uma tendência do mercado. Esses dois mundos em contato, oferecem oportunidade de expandir network e fazer negócios”, destaca o site do evento. Acreditando nisso, a Engetron participa, desde 2014, dos eventos da RTI. A empresa já esteve em edições nas cidades de São Paulo, Recife, Fortaleza, Belo Horizonte e Ribeirão Preto, sempre levando suas inovações em produtos e serviços, no setor de energia em missão crítica.

Congresso RTI Provedores de Internet

O 10º Congresso RTI Provedores de Internet é um evento dirigido aos ISPs – Provedores de Acesso à Internet, para discussão sobre tecnologias de acesso, regulamentação, geração de receita com novos serviços de valor agregado e oportunidades no mercado de banda larga.

Os ISPs – provedores de Internet já respondem por 22% do mercado de acesso à internet e absorvem grande parte da produção dos fabricantes de equipamentos. Mais de 50% do mercado nacional de fibra óptica até os domicílios brasileiros vêm dos pequenos provedores, de acordo com dados da Anatel, em novembro de 2018. De cada cinco novas residências, quatro estão sendo atendidas por provedores regionais. E 73% desses operadores atendem até 1 mil assinantes, sinal de que a multiplicação dos pequenos faz diferença no setor. Nos últimos cinco anos, o número de provedores regionais legalizados quadruplicou e alcançou 4,5 mil empresas.

Congresso RTI de Datacenters

Já, a 12ª edição do Congresso RTI de Datacenters discute temas como: Eficiência energética; Cloud computing; Climatização; Fibra óptica e Moving de Data centers, dentre outros assuntos.

Foto: Participação da Engetron no Congresso RTI, em 2016

____________________________________

Fonte: Assessoria de Comunicação da Engetron

Postado em 02.10.2019



Mais notícias: