Ribeirão Preto, 24 de Janeiro de 2020.

A vida tem um roteiro? - por Laís Giron

A vida tem um roteiro? - por Laís Giron

Já se questionou sobre a vida? Sobre o emprego, o relacionamento, as amizades, os momentos de lazer? Já refletiu sobre suas vontades? Você dá importância a elas?

Grande parte da demanda do consultório, em algum momento do processo esbarra em alguma orientação que o mundo coloca pra gente. E muitas vezes não questionamos essa “regra” e simplesmente nos desdobramos para suprir essa expectativa.

Não está entendendo nada? Pois bem, eu te explico!

Sabe aquele papo de “terminou o ensino médio, tem que ir direto pra faculdade”; “Estão namorando há muito tempo, tem que casar”; “Largou do/a namorado/a, tem que sair de casa e se divertir”; “Já casaram há mais de ano, cadê os filhos?”; “Vai mudar de carreira a essa altura? Não! Tem que trabalhar pra ser promovido”; “Tem que construir uma família”; “Tem que trabalhar de terno e gravata”; “Tem que fazer curso tal que dá dinheiro”; e tantas outras milhares de coisas que colocam pra gente o tempo inteiro sem dó, nem piedade.

A todo o momento chega pra gente um “TEM QUE” diferente... E querem a real? A gente não TEM QUE nada!!!

É aí que entram as perguntas que fiz logo no começo do texto. Vocês já pararam pra pensar sobre o que estão fazendo no dia a dia?

Tudo bem ingressar na faculdade logo após o ensino médio, contanto que seja isso que te agrada. Você pode sair logo após terminar o namoro, mas não é sua única possibilidade. Trabalhar pra ser promovido é ótimo, mas é neste cargo que você gostaria de estar? Se faz sentido, vá em frente! Se não faz, busque novas coisas. Casou e quer ter filhos? Tenha! Casou e quer viajar? Viaje! Casou e quer ficar em casa curtindo? Fique! Não quer casar? Não case!           

Olhe para si e veja o que faz sentido. A vida não tem um roteiro e quando nos cobramos para atingir metas que outras pessoas colocam pra gente, nos decepcionamos. Seguir essas orientações sem que façam sentido pra gente restringe nossas possibilidades de ser.

O ambiente terapêutico é um “convite” para se pensar sobre nossa existência e relação com o mundo. Um lugar para deixar-se compreender nossas vivências e experiências.

Dito isso, convido-os a pensarem sobre si nesse ambiente que acolhe e cuida.

Meu nome Lais Vicentim Giron, sou graduada em Psicologia e Especialista Clínica (CRP 06/129312). Se precisar de ajuda, conte comigo! Você pode me achar pelo instagram (@laisgiron.psi), pelo facebook (Psicóloga Lais Vicentim Giron) ou pode entrar em contato pelo telefone (16) 99634-2423.

_________________________________________________________

Postado em 25.12.2019



Mais notícias: